No Brasil os dados de violência contra LGBT’s vêm aumentando consideravelmente. De acordo com GGB só em 2016 foram registradas 343 mortes por LGBTfobia. Sobre a violência física não letal, verbal e psicológica os dados não são consistentes, pois nem sempre os casos são denunciados pela vítima. No entanto é freqüente os relatos de violações de direitos e muitas vezes os agressores são pessoas do ciclo de convivência da vítima, incluindo familiares. Diante desse contexto o NAPSE tem como objetivo a discussão de temas relacionados à diversidade sexual, atendimento psicoterapêutico, formação de grupos de familiares e ciclos de palestras para profissionais da saúde.

Acreditamos que somente a informação e o conhecimento podem combater o preconceito.