aprender

Volta às aulas: Seu filho está preparado social e emocionalmente?

Estefânia Maria Gonçalves- Psicóloga

O ser humano se desenvolve social e emocionalmente desde o nascimento. Inicialmente, esse desenvolvimento é baseado na família que é seu primeiro meio social. À medida que crescem, as crianças são expostas a outros contextos, sendo a escola o principal deles. No entanto, ao se preocuparem exclusivamente com as habilidades cognitivas, boa parte das escolas negligenciam o desenvolvimento de outras habilidades, como as emocionais, por exemplo.

Pensando nesse déficit foi realizado, em 2014, no Estado de São Paulo, o Fórum Internacional de Políticas Públicas com representantes de 22 países. Na ocasião foram discutidas as competências necessárias à educação para enfrentar os desafios do século XXI.

A seguir serão apresentadas 5 principais domínios de habilidades socioemocionais e como desenvolvê-las pode ajudar nesse período de adaptação de início ou volta às aulas.
Abertura a novas experiências: as crianças com essa habilidade têm facilidade em se adaptar a novos ambientes e pessoas. Utilizam da curiosidade para conhecer um pouco mais do outro e, se abrem às diferenças. Considerando que a inclusão está cada dia mais presente no contexto escolar, essa habilidade se torna imprescindível para que o aluno conviva com as diferenças de forma natural.

  • Consciência: as crianças com essa habilidade tendem a ser organizadas, esforçadas e responsáveis. A escola é o primeiro local onde a criança precisa começar a desenvolver sua autonomia. Os professores monitoram, mas precisam que cada um realize atividades de forma autônoma.
  • Extroversão: as crianças com essas habilidades direcionam sua energia para o mundo externo. Elas buscam conhecer o outro, socializar, tender a ter maior autoconfiança e se entusiasmam com o novo. Isso facilita a formação de novas amizades o que é importante para a manutenção do desejo da criança de permanecer na escola no período necessário.
  • Amabilidade: as crianças com essa habilidade tendem a cooperar com os outros, a tolerar mais e ser objetivo no trato com as pessoas ao seu redor. Considerando que o inicio das aulas ou início em uma nova escola traz desafios, essa habilidade contribui para que uma criança ajude a outra nas dificuldades, nos momentos de medo e que em conjunto superem esses momentos.
  • Estabilidade Emocional: as crianças com essas habilidades têm reações emocionais previsíveis e consistentes. É raro que aconteçam mudanças bruscas de humor. O autocontrole é possível por meio do autoconhecimento e do entendimento de como funcionam as emoções. As crianças que têm a noção da importância de se ter cada emoção e de como expressá-las e controlá-las contribuem para um ambiente sadio de aprendizado e podem auxiliar ainda os coleguinhas com dificuldades.

Ou seja, quanto mais crianças com esses domínios desenvolvidos, mais agradável se torna o ambiente escolar e mais eficiente se torna o processo de aprendizagem. O desempenho cognitivo é beneficiado nessas condições e o desenvolvimento se dá de forma integral.

A boa notícia é que todas essas habilidades podem ser aprendidas e caso não aconteçam no ambiente natural podem ser treinadas por meio de programas específicos. Quanto mais cedo se iniciar essa intervenção, melhores serão os resultados.