terceira idade blog

TERCEIRA IDADE: A RECOMPENSA

Márcia Goifman- Psicóloga

O privilégio de chegar à terceira idade significa ter vivido todas as etapas anteriores e naturais da vida. Os jovens idosos que são cerca de 17% da população brasileira, que depois de uma vida trabalho é chegada a hora da recompensa.  O idoso traz consigo uma bagagem que se compõe do amadurecimento e de todas as suas vivências , acumuladas ao longo dos anos onde as exigências e obrigações estavam em primeiro lugar. A recompensa agora está na oportunidade de buscar a cada minuto o que lhe traz satisfação,ou seja, aquilo que o faz feliz, é buscar conviver (com o viver) em um ambiente harmônico seus sonhos e expectativas para sua vida.

Sempre é tempo para novas descobertas, aprender é prazeroso em qualquer momento,procurar novas atividades com a possibilidade de fazer escolhas do que se quer fazer,do que gosta de fazer. Manter-se ativo com  o que lhe traga satisfação, este é o objetivo. Hoje mais idosos estão voltando a estudar, voltando ao mercado de trabalho, investindo em lazer ou atividades que o façam se sentir útil.

A família é importante na vida de todos, é nela que nos sentimos acolhidos, reconhecidos é onde temos uma intimidade e onde devemos encontrar afeto. Para o idoso a família é um porto seguro é nela que se  pode encontrar o apoio e os cuidados que precisa.A convivência familiar é motivo de grande satisfação e alegria. Já a família deve estimular, valorizar os feitos e as conquistas dos idosos e proporcionar seu bem estar. Juntos os idosos e suas famílias podem frente às dificuldades e perdas deste período da vida,encontrar as soluções e construir assim novas alternativas possíveis visando o bem estar do idoso. Nascem então novos papéis, e com eles novas atividades para serem exercidas pelos idosos com o objetivo de acompanhá-los e incluí-los na vida familiar.

Fazer e manter os amigos aquece o coração e vale para a vida toda. Os amigos trazem a satisfação de partilhar nossos segredos, nossas angústias e alegrias, nos acalenta nas dificuldades pois são eles as pessoas que escolhemos para serem nossos companheiros nas aventuras da vida.

Mais lazer é parte da recompensa, sair mais, brincar mais, cantar mais, dançar mais,passear mais afinal podemos, nesta fase da vida, preencher nosso tempo com o que quisermos.

A saúde vai bem obrigado. Algumas alterações passam a ser mais frequentes mas também a ciência está presente trazendo novidades para amenizar os efeitos do envelhecimento e proporcionar melhor controle das contingências desta fase da vida.

Buscar á prática de exercícios físicos , ter uma boa alimentação e fazer acompanhamento médico são recomendações do Ministério da Saúde, o idoso deve ser sempre incentivado a segui-las.

Nesta fase da vida se convive com limitações que ocorrem de formas e tempos diferentes para cada um, entender e aceitar as mudanças é o que torna o idoso capaz de alcançar uma melhor qualidade de vida ao criar novas perspectivas e assim soluções possíveis para seus problemas a medida que surgem.

Mudanças socioculturais ocorreram nas últimas décadas, essas mudanças trouxeram novos paradigmas para as relações dos idosos. Promover as mudanças comportamentais no processo de envelhecimento como enfrentamento das adversidades faz com que o idoso consiga voltar ao seu funcionamento basal físico e cognitivo trazendo de volta seu bem estar.

Afinal qual a recompensa? Passear pela vida depois de tantas obrigações….. buscar a alegria de viver sempre.